Os 5 erros mais comuns das mamães de primeira viagem

É normal para as mamães de “primeira viagem” ficarem perdidas ao
escutarem milhares de dicas e avisos sobre a gestação, amamentação e
sobre como cuidar de um recém-nascido de outras mulheres, mas nem sempre
essas dicas podem servir para você, já que cada uma vive uma
experiência diferente durante esse período.

Algumas coisas só se aprendem na prática, outras coisas são
“instintivas” (algo que só nós mulheres temos rs), mas esse aprendizado
leva tempo, e até aprendermos tudo, alguns erros podem ser cometidos,
alguns mais bobos, outros que podem ameaçar o bem-estar dos bebês.

Entre esses erros, existem 5 que os pediatras dizem ser os mais comuns, são eles…

Erro 5 – Deixar de se cuidar

É obvio que um bebê toma muito o tempo dos pais (principalmente de
nós mamães), somos capazes de deixar tudo de lado pra se dedicar ao
nosso bebezinho, mas por mais que isso pareça algo bom, pode prejudicar,
e muito não só sua saúde mental e física, como também de seu bebê.

Pense comigo, se você deixa de comer alimentos completos com os
nutrientes e vitaminas essenciais para te manter saudável, como acha que
ficará a qualidade do leite? Lembre-se que o bebê só estará 100%
saudável se sua mamãe também estiver, então não se esqueça de tirar uns
minutinhos para se alimentar bem, praticar algum exercício e cuidar da
sua autoestima.

Erro 4 – Enfeitar demais o quarto do bebê

Uma das melhores partes da gestação é preparar o cantinho do bebê,
escolher a cor do enxoval, berço, banheira e tudo o que ele vai precisar
nos próximos meses, mas quando escolhemos o mais bonito, esquecemos do
mais seguro.

Por exemplo, se o berço do bebê ficar entulhado de almofadinhas,
bichos de pelúcia, edredons e protetores, isso pode ser um risco para a
saúde dele, já que o bebê pode puxar todas essas coisas para o rostinho e
não conseguir tirar depois.

Além do mais, um ambiente mais “clean” facilita E MUITO a limpeza do quartinho, o que pode te economizar um baita tempo.

Erro 3 – Agasalhar demais o bebê

É super normal os recém-nascido sentirem mais frio do que nós, mas
isso não significa que devemos agasalhá-lo como se fosse um esquimó.
Exagerar nos agasalhos pode ser um perigo, já que em alguns casos, pode
aumentar o risco de asfixia.

Se a temperatura da casa fica por volta dos 20 a 22 graus, um macacãozinho já é suficiente.

Uma maneira de ver se o bebê está com frio é observar se ele está com
suas mãos e os seus pés um pouco arroxeados. Neste caso, você deverá
agasalhá-lo mais. Mas se ele sua perto do pescoço e da cabeça, é preciso
deixá-lo um pouquinho mais fresco com roupinhas mais leves.

Erro 2 – Achar que todo choro é fome

Até seu bebê aprender a falar, sua única forma de se comunicar será pelo choro, e nem sempre essa comunicação significará fome.

Ele pode chorar por sentir calor, sede, por estar com as fraldas
sujas ou algum outro tipo de desconforto como uma cólica, que tem um
choro mais característico, intenso, longo, repetitivo, difícil de
consolar e, normalmente, em horários quase que marcados.

Mas também pode ser simplesmente um pedido de atenção, carinho ou
colo. O importante é manter a calma e tentar identificar o motivo do
choro. Com o tempo, você já vai conhecer cada tipo e vai entender antes
que todo mundo, a necessidade de seu bebê.

Erro 1 – Querer aprender tudo “na hora”

Concordo que a prática ensina muito bem, mas a melhor maneira de
manter seu bebê sempre saudável e seguro, é sabendo exatamente o que
fazer na hora que precisar. Muitas deixam para aprender na hora da ação,
e isso pode abrir espaço para erros que não podem ser cometidos.

Ler sobre, ver vídeos, perguntar a mães experientes e se informar é
uma das melhores maneiras de estar segura para evitar o nervosismo e
prevenir esses erros, mas a melhor maneira de alcançar essa segurança, é
ir atrás dessas informações direto na fonte, nos especialistas em saúde
e bem-estar.

Mas calma você não precisa correr em todos os consultórios médicos da
sua cidade com uma lista de perguntas, existe uma maneira muito mais
rápida e fácil de ter acesso à todas essas informações tão importantes.

Você já ouviu falar em curso de preparação para mães de primeira viagem?

Bem, aqui no Brasil isso é algo novo, mas em alguns países, é algo
quase que obrigatório a quase todas as novas mamães. Estima-se que nos
EUA, país onde isso é mais popular, os índices de acidentes e erros
domésticos envolvendo mães de primeira viagens e seus bebês caíram
drasticamente graças ao preparo que esses cursos dão à essas mulheres.

Quando o bebê engasga, elas sabem o que fazer. Quando o bebê chora do
nada, elas sabem identificar o que houve e conseguem acalma-los
rapidamente.

Pensando na necessidade desse tipo de conhecimento aqui no Brasil, um
grupo de médicos e especialistas brasileiros criaram um curso para dar o
mesmo poder às mães brasileiras, o curso Mamãe Completa.

São 12 módulos com 120 aulas rápidas e objetivas de no máximo 10
minutos feitas por 11 médicos e especialistas em cuidados pré-natais e
maternos que já ajudaram mais de 360 MIL mães a se prepararem para um
dos momentos mais especiais de sua vida. No curso Mamãe Complete, você
aprenderá rapidamente a:

  • Como se preparar para o parto e ter o mínimo de dor possível;
  • Como aumentar a produção de leite;
  • O segredo para fazer o bebê dormir a noite toda;
  • O que você deve e o que NÃO deve comer;
  • Como evitar a cólica no bebê;
  • A técnica do arroto;
  • As dicas mais importantes de uma dermatologista;
  • As orientações da primeira consulta com o pediatra;
  • Cuidados básicos de higiene do bebê como o banho, cuidado com as roupinhas e a troca de fralda
  • E muito mais…

E o melhor de tudo, esse curso é 100% online, ou
seja, você pode assisti-lo quando, onde e como quiser! Basta ligar o
celular e assistir todas as aulas quantas vezes quiser!

Mas quanto isso custa?

Bem, no curso Mamãe Completa, você tem acesso a muitas dicas importantíssimas para o desenvolvimento de seu bebê, e até do seu.

E quem dará essas dicas serão quatro Obstetras e Ginecologistas (Drª Aline Fernandes, Dr. Alfonso Massaguer, Dr. Vamberto Maia Filho e Drª Paula Fettback), um Pediatra (Dr. Paulo Telles), uma terapeuta familiar e Biomédica (Drª Fernanda Lamounier), uma fisioterapeuta (Drª Patrícia Valeriano), uma psicóloga (Nayra Karam), uma médica dermatologista (Drª Laura Shimizu), um cirurgião plástico (Dr. Thomas Benson) e uma nutricionista (Drª Roseli Ueno).

Se essas 120 dicas fossem apresentadas para você em consultas com esses especialistas, imagine quanto isso custaria!

Por isso, só no Mamãe Completa, você recebe tudo isso + BÔNUS + 1 ANO DE SUPORTE por apenas…

12x R$ 49,39

Mas preste atenção: esse valor é um preço promocional de lançamento e as vagas são limitadas, ou seja, essa promoção não vai durar por muito tempo, então aperte o botão aqui embaixo para garantir sua vaga no curso Mamãe Completa antes que acabe.

[Botão “inscrever-se agora”]

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *